quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Mostra SESC

NOTÍCIAS

--------------------------------------------------------------------------------


MOSTRA SESC DE ARTES 2008

08/10/2008


O SESC São Paulo realiza de 08 a 18 de outubro a MOSTRA SESC DE ARTES. A proposta dessa edição é estimular diversos níveis de observação do espectador, deslocar a arte dos espaços habituais e apresentar trabalhos em diferentes escalas.

A programação conta com atrações nacionais e internacionais, estréias e apresentações inéditas no Brasil com aproximadamente 80 projetos nas áreas de Teatro, Música, Literatura, Dança, Artes Visuais e Artemídia. Muitas dessas expressões se misturam e dialogam entre si, valorizando a criação artística contemporânea e o caráter educativo presente nas ações desenvolvidas diariamente pelo SESC São Paulo.

Para Danilo Santos de Miranda, Diretor Regional do SESC São Paulo, na MOSTRA SESC DE ARTES o trabalho de caráter socioeducativo do SESC se efetiva, em grande parte, pela apreciação da criação artística. “A Mostra se relaciona com esta ação da entidade, que procura proporcionar ao público o contato com as discussões intelectuais e artísticas contemporâneas. A Mostra reafirma este espaço para novas percepções, questionamentos, olhares e diálogos propostos permanentemente pela entidade", acrescenta.

A MOSTRA SESC DE ARTES acontece nas unidades do SESC na capital e Grande São Paulo e em suas proximidades: Avenida Paulista, Belenzinho, Carmo, Cinesesc, Consolação, Interlagos, Ipiranga, Itaquera, Pinheiros, Pompéia, Santana, Santo Amaro, Santo André, São Caetano, Vila Mariana e 24 de Maio.
Mais informações pelo site da Mostra www.sescsp.org.br/mostra.


Doze anos de Mostra SESC de Artes

Desde 1997 o SESC São Paulo promove um recorte especial na programação de suas unidades. Naquele ano a ação se encerrou com o projeto Babel reunindo cem artistas em um enorme galpão. De lá pra cá foram diversos projetos que prestigiaram importantes nomes e trabalhos da cultura brasileira e mundial como o Mundão, que reuniu representantes da diversidade artística brasileira. A multiplicidade cultural na era da globalização também ganhou sua leitura em 1999... Reticências. Em 2000, o projeto Balaio Brasil descobriu e realçou trabalhos da produção artística nacional que não tinham destaque nas mídias de massa. No ano seguinte a dança foi destaque com a Mostra Internacional SESC de Dança.

No ano de 2002 esse evento recebeu, pela primeira vez, o nome de MOSTRA SESC DE ARTES, sob o título de Ares e Pensares. Já, em 2003, a Mostra escolheu o tema Latinidades, reunindo manifestações artísticas das três Américas e também da Europa. Como parte do Fórum Cultural Mundial, em 2004, levou a discussão da cultura para os campos econômico e social. Com o tema Mediterrâneo, em 2005, a Mostra destacou a diversidade de línguas e pluralidade cultural que circundam o maior mar interno do planeta. Em comemoração aos 60 anos da instituição, em 2006, o evento recebeu, excepcionalmente, o nome de Temporada SESC de Artes com uma extensa programação em diversas áreas artísticas. E, no ano de 2007 foi abordada em Circulações tanto a relação entre obra, espaço e público, quanto o processo criativo dos artistas.

DANÇA

DANÇA CONTEMPORÂNEA EM DOMICÍLIO
Cláudia Müller
(Rio de Janeiro, RJ)
dança / intervenção
Discutindo a questão das experiências particulares, Dança Contemporânea em Domicílio pretende levar pitadas coreográficas para espaços e momentos não-convencionais. Como um serviço “delivery”, o espectador solicita cinco minutos de apresentação e a performer entrega a “encomenda” no endereço escolhido. A cada dois dias, uma região da cidade será atendida. Livre. 5min. Grátis.
Coreografia, direção e performance: Cláudia Müller.
Agendamento a partir do dia 6 de outubro, pelo telefone 11 – 3234 3083.

Atendimento nas seguintes regiões:
Avenida Paulista: dias 9 e 10 de outubro.
Santana: dias 11 e 12 de outubro.
Consolação: dias 13 e 14 de outubro.
Ipiranga: dias 17 e 18 de outubro.


BRUCUTU
Aburussu
(Salvador / Curitiba)
dança / artemídia / intervenção / internet
Inédito em São Paulo. A instalação do grupo Aburussu parte de um símbolo motriz: o brucutu – gorro preto utilizado pela polícia, infratores, marginais, guerrilheiros, revolucionários e soldados do exército. A partir de performance registrada por uma câmera, o público é convidado a assistir ao vídeo usando a mesma máscara. Livre. 20min. Grátis.
Direção e performance: Leo Franco.
Videomaker e assistência de direção: Paula Pó.
Músico: Mateus Dantas.

SESC Santo André: dia 9 de outubro.
Quinta, 18h.
Local: Internet livre

SESC Consolação: dia 10 de outubro.
Sexta, 15h30.

SESC Itaquera: dia 11 de outubro.
Sábado, 16h.
Local: Internet livre


WE FAILED TO HOLD THIS REALITY IN MIND [Nós falhamos em reter esta realidade na mente]
Hooman Sharifi
(Noruega / Irã)
dança / espetáculo
Hooman Sharifi trabalha, neste solo, imagens de sua história pessoal. Juntando diferentes elementos e não seguindo uma narrativa linear, o bailarino dança ao som de músicas típicas iranianas. Durante o espetáculo, o público fica o tempo inteiro iluminado assim como o performer. 14 anos. 60min.
Coreografia e interpretação: Hooman Sharifi.
Apoio: The Norwegian Council for Cultural Affairs, The Norwegian Ministry of Foreign Affairs e Festival Panorama de Dança.

SESC Santana: dia 9 de outubro.
Quinta, 21h.
De R$5 a R$20.
Local: Teatro
Capacidade: 349 lugares
GOD EXISTS, THE MOTHER IS PRESENT, BUT THEY NO LONGER CARE [Deus existe, a mãe está presente, mas eles não se importam mais]


Impure Company / Hooman Sharifi
(Noruega / Irã)
dança / espetáculo
O espetáculo parte de fragmentos dos escritos de Nietzsche, Barthes e Peter Handke. A platéia é convidada a ler os textos projetados, enquanto os bailarinos executam os movimentos. 14 anos. 90 min
Coreografia e direção: Hooman Sharifi.
Com: Rikke Baewert, Loan Hà, Matthew William Smith, Peder Horgen.

SESC Santana: dias 10 e 11 de outubro.
Sexta e sábado, 21h.
Local: Teatro
Capacidade: 349 lugares
De R$5 a R$20.


LAGO AMARELO
Mônica Infante e Laura Miranda
(Curitiba, PR)
performance / dança / instalação
As performers trabalham juntas desde 1990. O projeto pretende instigar as fronteiras entre as mais diferentes linguagens. A instalação utiliza duzentos metros de tecido e contribui para uma reflexão sobre a natureza e a arte contemporânea, para criar uma nova temporalidade. Livre. Grátis.
Direção e concepção: Mônica Infante e Laura Miranda.
Performer: Mônica Infante.

SESC Itaquera: dias 11 e 12 de outubro.
Sábado e domingo, 14h.


O CORPO É A MÍDIA DA DANÇA? E OUTRAS PARTES
Vanilton Lakka
(Uberlândia, MG)
dança / artemídia / espetáculo / internet
O projeto criado pelo artista Vanilton Lakka funde duas performances: O corpo é a mídia da dança? e Outras partes. Apresentadas em conjunto pela primeira vez em São Paulo, investigam a criação, a análise e a composição de movimentos em diversas mídias como o corpo (espetáculo), o telefone (11-5662.9531, que funcionará durante o período da Mostra) e a internet (www.lakka.com.br/midiadadanca). Livre. Grátis.
Concepção geral: Vanilton Lakka.
Formatos coreográficos, criação e execução: Vanilton Lakka e Mauricio Leonard.
Com: Vanilton Lakka, Chiquinho da Costa e Fábio Costa.

SESC São Caetano: dia 11 de outubro.
Sábado, 16h.

SESC Itaquera: dia 12 de outubro.
Domingo, 12h.

SESC Carmo (Poupatempo Sé): dia 13 de outubro.
Segunda, 12h.

SESC Pinheiros: dia 14 de outubro.
Terça, 20h.

SESC Ipiranga: dia 15 de outubro.
Quarta, 20h.

SESC Santo André: dia 16 de outubro.
Quinta, 16h.

SESC Vila Mariana: dia 17 de outubro.
Sexta, 19h.

SESC Interlagos: dia 18 de outubro.
Sábado, 16h.
Local: Áreas de Convivência


PLACEBO 2008
Wagner Schwartz
(Belo Horizonte, MG)
dança / espetáculo
O projeto Placebo 2008 pretende remontar o espetáculo realizado em 2005, e que em 2006 se tornou uma instalação baseada na sensação de engano. Agora o performer Wagner Schwartz está em cena para apresentar a cartografia dos eventos que desenvolveram o trabalho, desdobrando suas idéias, seus conceitos e seu corpo. 16 anos. 50min.
Criação, interpretação e direção de vídeo: Wagner Schwartz.

SESC Consolação: dias 13 e 14.
Segunda e Terça, 21h.
Local: 3º andar
Capacidade: 50 lugares
De R$2,50 a R$10.

CAIXA-PRETA
Cláudia Müller
(Rio de Janeiro, RJ)
dança / espetáculo
Partindo do conceito de que sempre há duas caixas-pretas nos aviões, uma que grava o som dos últimos trinta minutos de comunicação entre pilotos e controle, e a outra, os dados de navegação aérea, o espetáculo acontece em dois momentos. O primeiro, no hall de entrada do espaço cênico, é uma preparação teórica sobre a segunda parte, quando a performer realiza o espetáculo. 14 anos. 50min.
Concepção e criação: Cláudia Müller e Cristina Blanco.
Performance: Cláudia Müller e Ella F.

SESC Consolação: dias 15 e 16.
Quarta e Quinta, 21h.
Local: 3º andar
Capacidade: 50 lugares
De R$2,50 a R$10

Nenhum comentário:

an DANÇAS

an DANÇAS
in lach in

Dança

Dança
Roberta Roldão

Colaboradores