domingo, 27 de julho de 2008


Trote, sacode, Acode!


Ei, espertinho
Ta atrás do fio?
Mostra a sua cara, espertinha
Vem olhar no meu olho caolho
Não tenho medo de nada
Mas essas lágrimas que derramei
Vão te afogar
Ah ah há
Num preciso de revólver
Nem chacote
Chicote já ardeu no meu lombo
Quem ri por último ri melhor
Num é vingança não
Isso me cansa
É só a reação
Da lâmina do punhal quebrado, cansado, suado, consagrado nos pés de Xangô
É só a reação
Re-ação
Ação retornando
Rodopiando feito tornado
Ei, num vem não
Tenho muito o que fazer
E não pensar
Sou inocente, mas ela é afiada feito espinho
Espeta,corta, machuca
É igual criança ferida
Mata, repele, arrepia
Deixa furado o errado
Amarrado o inimigo
Morta estendida no chão a tentação
Então, vamos combinar
Num me atenta não
Que eu posso até gostar do som do seu trote
E quando sua boca não puder mais falar
Vou ter que te degolar
Sacudir corpo vazio...
E gente gritando: acode! Socorre!
Eu respondendo: tava atrás do fio.

Nenhum comentário:

an DANÇAS

an DANÇAS
in lach in

Dança

Dança
Roberta Roldão

Arquivo do blog

Colaboradores